Memorias

«A minha (a nossa) república dos sonhos: diário de viagem», por Guido Arosa

Quando ouço sobre o passado, sobre meus antepassados, retorno a uma ancestralidade que penso ser a minha, mas, ao mesmo tempo, não me pertencer: tudo é tão distante do que sou hoje, ainda que tudo esteja tão próximo dos meus olhos. Ao buscar saber sobre as minhas origens, busco me responder, como se a resposta… Sigue leyendo «A minha (a nossa) república dos sonhos: diário de viagem», por Guido Arosa